No momento você está vendo Fome impacta no desenvolvimento cognitivo das crianças
Imagem: Gustavo Scabora

Fome impacta no desenvolvimento cognitivo das crianças

Atenção e memória são capacidades afetadas pela falta de comida

Além de amor, afeto e cuidado, a alimentação adequada é um dos pilares para o desenvolvimento pleno das crianças. Esse desenvolvimento, no entanto, começa ainda na gestação, quando a mãe também dispõe de acesso a alimentos e tem condições de manter uma alimentação saudável.

No Brasil, mais de 19 milhões de pessoas passam fome; cifra agravada pela pandemia de coronavírus.  Conforme levantamento do Unicef, crianças com menos de 2 anos de idade não estão recebendo alimentos ou nutrientes para se desenvolver e crescer bem.

Em uma análise de 91 países, o relatório aponta que apenas metade das crianças de 6 a 23 meses de idade faz o mínimo de refeições recomendadas por dia. Dessas crianças, ⅓ consome o mínimo dos grupos de alimentos para se desenvolver.

Diante da desnutrição e fome, os danos são irreversíveis. Além de capacidade de atenção e memória serem afetadas, as crianças que não comem têm um desenvolvimento precário do cérebro, aprendizagem fraca, baixa imunidade, aumento de infecções e estão mais suscetíveis à morte.

 

Viralize o Bem!

Crianças com fome têm um semblante triste. A fraqueza e a vulnerabilidade transparecem no corpo. O  olhar apático e sem perspectivas denota uma alma despedaçada.

Você lembra da foto da criança esquálida na África, com a morte e o abutre à espreita? A cena impacta. Dói. Mareja o olho, aperta o coração. É inadmissível que isso ainda continue acontecendo e que essa triste realidade, onde crianças não têm nada para comer, seja uma situação que nossos pequenos brasileiros, nossas famílias brasileiras, também enfrentam.

E você tem poder de mudança, de fazer a diferença. Acredite! Ajude!

Participe do movimento #viralizeOBem, da ONG Olhar de Bia. Todo alimento arrecadado vai trazer alento e salvar muitas pessoas da fome e da miséria.

Transforme o semblante dessas crianças e, mais que isso: transforme a perspectiva de futuro que elas têm pela frente! 

Comida é dignidade. É direito. Um ato seu é generosidade! Promove efeito!